29 jul 2017
Soltos / POR Johnny Guimaraes

Poema bomba

Armei um poema que encobri sob as roupas, atado, em cinta. O tic-tac teve início sem cerimônia e segui a passos firmes para dentro da multidão, resoluto. Ele explodiu no ponto. No centro da algaravia, o vermelho foi maioria, absoluto contágio de faces coradas. Explodi-me com a rima. Expondo-me por dentro e […]

28 jul 2017
Olhos de Ina / POR Johnny Guimaraes

Seus olhos e meu poema

Com o poema tudo posso! Com ele pulo Driblo, corro e tropeço Nos seus olhos   Com ele quebro Desestruturo e Por fim me embolo Nos seus olhos Fujo com palavras Finjo que vôo, Mergulho e empino Caindo aqui Nos seus olhos Rodopio meu poema Em torno deles Me torro […]

23 jul 2017
Futebol de rua / POR Johnny Guimaraes

Valdo

  Que saudade do Valdo. Era um menino engraçado, ainda se acostumando com o corpo. Parecia ser maior que ele mesmo. Mas fazia com gosto parte do time. Éramos o Binha, Dengo, Tande, Berê (o craque), Nêm, Célio e Valdo. E todos estávamos esperando aquele dia. Era a final do […]

19 jul 2017
Perdidos / POR Johnny Guimaraes

Vi São Jorge no metrô

  Vi São Jorge na estação Dufferin, metrô de Toronto. Ele estava usando calça jeans, olhos trêmulos e um paletó azul marinho. Tinha um button de si mesmo no peito. Não sei porque entrou ansioso naquele vagão. Acho que estava drogado, como muitos ali. Pensei alto: “se for você, me dá um sinal”. Ele fez […]

18 jul 2017
Soltos / POR Johnny Guimaraes

Cisão

Algo morreu ao redor. Embora o vento demonstre que há tempo, que folhas ainda caiam num ciclo de cores, embora o pé descalço sinta o chão quente e úmido. Há algo morto por aqui. Um laço se rompeu e o grito da dor persiste e seu menor sinal me atormenta, torna-se […]

18 jul 2017
Soltos / POR Johnny Guimaraes

Tocaia

Bala na agulha, esperando mais que fagulhas em seu peito. Afiado punhal sobre a escrivaninha. Dentro da bainha, ainda uma arma branca. Paguei alto preço a um relógio de aluguel, que a qualquer momento disparará seus atrasos. Pedra na mão e a mórbida certeza da oficina: hoje mato meu compromisso!

Meus livros à venda
Outras Publicações
Menu